Skip to main content

Expressões para você discordar em inglês sem parecer mal-educado

Na imagem, homem e mulher estão conversando e ele discorda de uma fala dela. A expressão dela é de desconfiança.

Quem nunca esteve numa conversa pra lá de complicada que atire a primeira pedra. Seja no trabalho ou entre amigos, às vezes a gente precisa trocar o caminho do papo. Mais profundo que isso: até discordar da chefe, do colega de setor, do amigo, entre outros. Expressar a opinião, desde que com educação, nunca deve ser um problema. Pensando nisso, o Hyper English veio te ajudar a saber como discordar em inglês. Você é do tipo de pessoa que nem tenta por não ter vocabulário vasto? Neste artigo, seu problema será resolvido.

Direto ao ponto: frases pra discordar em inglês

Imagem de uma mulher negra de cabelos curtos repetindo, copiosamente, a palavra "no", uma das formas de discordar em inglês de alguém.

Listamos, a seguir, frases prontas que podem ser utilizadas na fala ou na escrita para discordar em inglês. Anote cada uma, teste a pronúncia e memorize-as. Logo soará bem natural quando for necessário demonstrar descontentamento ou simplesmente reafirmar sua opinião na conversa.

I’m afraid I disagree

Esta expressão pode ser utilizada na hora de alertar que você teme em discordar, mas que será necessário. É uma maneira educada e preventiva de trazer sua opinião à tona, mas antes disso, preparar as outras pessoas do recinto para ouvi-la.

Not necessarily

Alguém entendeu errado sua opinião ou algo apresentado e você não quer perder tempo e já discordar? Esta expressão representa o que temos em português para “não necessariamente”. Ou seja, é uma forma de colocar uma imposição no que foi dito, mas abrindo a possibilidade para repetir o que foi dito ou exibido, e apenas solicitar que a outra pessoa reflita novamente.

I totally disagree / I disagree completely

Não está nem um pouco contente com o que precisou ouvir ou ler? Comece sua frase com uma dessas frases e demonstre sua opinião. Discordar em inglês, dependendo da situação, pode pedir uma frase mais direta também. Essas expressões entregam o sentido necessário. Nelas, você diz que discorda totalmente/completamente.

I’d say the exact opposite

Outra maneira sutil de discordar em inglês é informar que diria a afirmativa de alguém de maneira oposta. Ou seja, você não concorda e acha que a solução é o exato contrário.

That’s not right

Quando algo foge da normalidade, mas não há, ainda, tempo para ampliar a discussão, apenas informe o que não está certo para que a outra pessoa reavalie o caminho seguido até então. Cuidado, é claro, com seu tom de voz para que a atitude, por ser tão direta, não seja entendida como grosseira e rude.

I see what you’re saying, but

“Eu entendo o que diz, mas…”. Esta é uma forma para discordar em inglês e apresentar um novo ponto de vista. Frase ideal para conversas mais amigáveis, onde o objetivo é entrar em comunhão de ideias ou apenas fechar o assunto de forma tranquila.

You’re dead wrong

Mas nem sempre é possível terminar o assunto positivamente, né? Em determinados momentos você irá discordar MUITO de alguém. E como fazer isso em inglês? Bem, esta expressão ajuda. E não, não estamos falando de “morte”. Em uma tradução adaptada, soaria como “Você está completamente errado”. Dead, na frase, funciona como intensificação.

You got it wrong

Deseja apenas dar aquele conselho amigo? Dizer que alguém entendeu algo errado? Use esta expressão. É ideal quando se tem um pouco mais de intimidade. Esteja preparado para explicar o porquê da pessoa não ter “pego” a informação correta.

I don’t think I have the same opinion as you

“Eu não acho que tenho a mesma opinião que você”. Um jeito simples, educado e também direto de discordar em inglês. Indicado para conversas mais delicadas onde a outra pessoa não esteja tão preparada para receber esse retorno. Mas tamanha sutileza e elegância podem garantir uma conversa amena e assertiva. Apresente seus pontos!

That’s a valid point, but

Até na hora de discordar, podemos deixar claro que a outra pessoa não está errada na forma de pensar. “Este é um ponto válido, mas…” é a tradução para esta frase. Pode ser usada, principalmente, em reuniões. Você não quer gerar uma situação desagradável, mas deixar de expressar sua opinião pode trazer problemas futuros. Então use bastante dessas expressões citadas!

I couldn’t disagree with you more

E quando você não está ligando muito para uma conversa branda? E se a pessoa já foi rude anteriormente? Bom, o ideal é que você tente amenizar para o seu lado e não somatizar stress, mas esta expressão, que contempla o sentimento de discordar totalmente de alguém, é uma boa saída. Em tradução literal, significa “Eu não poderia discordar mais de você”.

Instead, I think we should/could

Esta frase pode chegar depois de você apresentar seu descontentamento inicial com uma das soluções citadas acima. Instead representa o nosso “em vez de/no lugar disso”. Ou seja, uma solução. Para discordar em inglês, tente sempre trazer uma solução do que pode ou deveria ser feito.

Though

O termo Though é muito comum na hora de discordar em inglês. Representa uma quebra na frase, a abertura para apresentar um apontamento importante e que pode mudar o rumo da conversa. Temos, como exemplo, na afirmativa I see your point, though I’ve had a different opinion, uma forma de expressar que entende o lado da pessoa, mas discorda dela.

Atitudes que vão ajudar na hora de discordar em inglês

Como dito anteriormente, não tenha medo de expressar sua opinião e discordar em inglês. As frases exemplificadas neste artigo te ajudam a ter mais confiança para isso. Porém, é sempre importante ter em mente o que é ideal na hora de trocar o rumo da conversa:

  • não aponte apenas o erro de outra pessoa. Busque defender a outra ideia com novos argumentos;
  • caso não tenha certeza se concorda ou discorda, deixe isso claro;
  • entenda o contexto e tudo o que está atribuído à opinião de alguém antes de abrir seu descontentamento;
  • em determinado momento, principalmente quando as partes envolvidas não entram em acordo, saiba a hora de adiar a conversa;
  • peça desculpas e busque, sempre, expressar sua opinião com educação.

Aprendendo inglês do zero: o que é necessário?

Nós, do Hyper English, trouxemos as frases que mais usamos na hora de discordar em inglês. Mas você não quer ficar só nelas, certo? É sempre importante se atualizar para outras questões de uma conversa e conquistar cada vez mais domínio do inglês. E sabe como fazer isso? O Hyper te ensina!

Somos um curso de inglês online e inglês para empresas com um conteúdo inteiramente planejado para seu aprendizado. Tem o sonho de dominar, cada dia mais, a língua inglesa? Venha falar conosco e traçar o seu caminho.

12 séries da Netflix para estudar inglês durante as férias

Pessoas sentadas no sofá assistindo as séries da Netflix para aprender inglês

Aprender um novo idioma pode ser muito divertido, sabia? Depois de já termos falado aqui no blog sobre os podcasts, hoje é a vez das séries! Se você já está de férias ou se preparando para o seu período de descanso, leia a lista que separamos com 12 séries da Netflix para estudar inglês e se prepare para maratonar aprendendo muito! Ah! E não é publi, viu?! Confira!

Anote aí: 12 séries da Netflix para estudar inglês

Crianças correndo para a sala, numa casa tipicamente norte-americana, e sentam em frente à TV. É hora de maratonar as séries da Netflix para estudar inglês.

 

1 – The Good Place

Quando for escolher entre as séries da Netflix para estudar inglês, opte por uma mais divertida, leve e fácil de compreender. “The Good Place” é uma excelente opção! Na trama, alguns personagens partem desta vida para uma melhor e conhecem uma versão inesperada do céu. Muita gargalhada, algumas lágrimas e um inglês bem tranquilo de entender te aguardam.

 

2 – Brooklyn Nine-Nine

A “Brooklyn Nine-Nine” é uma sitcom com oito temporadas onde o núcleo principal se concentra em uma delegacia de Nova York. O detetive Jake Peralta não vai deixar passar nenhuma piada ou pegadinha com seus amigos de trabalho. Dentre as séries da Netflix para estudar inglês, esta é uma ótima opção para anotar jargões do dia a dia novaiorquino.

 

3 – Unbreakable Kimmy Schmidt

Ah! Nova York. Cenário de delegacias, romances, super-heróis e, claro, daquela protagonista que perde tudo e quer reconstruir sua vida. Calma! Não estamos falando que “Unbreakable Kimmy Schmidt” é um clichê! Longe disso! Nessa série, Kimmy é resgatada de um bunker em que acreditava viver numa época muito diferente da nossa. Ela foge para a Grande Maçã em busca de começar uma nova vida.

 

4 – Stranger Things

Você com certeza já ouviu falar desse grande sucesso! Para quem busca por séries da Netflix para estudar inglês, “Stranger Things” pode ser um belo começo. Na ficção científica, um grupo de crianças decide investigar um experimento secreto do governo que envolve forças sobrenaturais. Alguns sustinhos? Sim. Mas a série prende a nossa atenção e traz ótimas dicas de vocabulário e pronúncia de inglês.

 

5 – Crashing

A Phoebe Waller-Bridge se destacou com a série “Fleabag”, sua própria criação. Mas o que quase ninguém sabe é da série “Crashing” que está no catálogo da Netflix. Na comédia, uma jovem decide morar com outros jovens em um hospital desativado de Londres. A trama garante boas risadas e reviravoltas bem surpreendentes. Você que é fã do inglês britânico vai simplesmente AMAR!

 

6 – Orange is the New Black

Um crime cometido anos atrás voltou à tona na vida de uma mulher de Nova York. O resultado? Cadeia! Só que não é uma cadeia comum. Estamos falando da série “Orange Is the New Black”. São 7 temporadas com o melhor humor ácido. Pegue um caderninho para anotar aquelas gírias na hora de bater papo com os amigos mais íntimos em inglês.

 

7 – Ozark

Dinheiro é o que separa os ricos dos pobres. Quais são as consequências em investir no futuro da própria família? Em “Ozark”, um consultor financeiro precisa proteger seus familiares depois que se envolve com um cartel de drogas. Aos interessados nas séries da Netflix para estudar inglês, esta é ideal para observar diálogos mais sérios sendo construídos.

 

8 – Queer Eye

Um reality show que reúne cinco especialistas em moda. O objetivo? Ajudar pessoas a renovarem o guarda-roupa e o estilo de vida. “Queer Eye” é uma série repleta de gírias da vida real, além de uma ótima oportunidade de treinar seu listening para o inglês do dia a dia.

 

9 – Black Mirror

Na série antológica da Netflix, o inglês americano e britânico se unem em episódios que vão levar sua mente para lugares desconhecidos. E podemos te contar um segredo? Vale a pena! Quem gosta de distopia e ficção científica vai amar essa dica! Isso é tão Black Mirror!

 

10 – The Crown

A história da monarquia britânica é contada, com uma licença poética comum na ficção, na série “The Crown”. A Rainha Elizabeth II enfrenta os desafios diários do seu cargo e, no drama da Netflix, vemos figuras históricas exibirem sua intimidade. Dentre as séries da Netflix para estudar inglês, aqui você irá ampliar o conhecimento para a forma em que o idioma era aplicado anos atrás. Compreender que a língua muda junto com o seu povo e cultura é ideal para o aprendizado. God Save The Queen!

 

11 – Mindhunter

Neste drama policial, agentes do FBI trabalham em uma pesquisa que busca entender a mente dos assassinos. “Mindhunter” é uma série baseada em fatos reais e é ideal para quem tem um inglês mais avançado.

 

12 – House of Cards

Por último, uma das séries mais populares da Netflix. No drama, um congressista é traído pelo presidente dos Estados Unidos da América. Munido de vingança, ele conta com ajuda da esposa, de um político alcoólatra e de uma jornalista e começa a desenhar sua corrida pela presidência. Encerrando a lista de séries da Netflix para estudar inglês, “House of Cards” exige um nível um pouco mais avançado do aluno.

 

Qual melhor jeito de usar as séries da Netflix para estudar inglês?

Existe toda uma preparação para você conseguir aproveitar a série no seu aprendizado. Atente-se ao check list abaixo e veja se está cumprindo tudo:

  1. Escolha uma série que tenha a ver com seu mood atual;
  2. Coloque o áudio original em inglês e as legendas também;
  3. Durante o episódio, faça pausas necessárias quando quiser anotar uma palavra nova;
  4. Grave áudios repetindo as pronúncias que você acabou de ouvir;
  5. Escreva textos e/ou converse sobre a série em inglês .;
  6. Respeite seu nível de conhecimento. Nós indicamos séries da Netflix para estudar inglês que vão do nível mais básico ao mais avançado. Faça a migração aos poucos!
  7. Não trave em uma série só. As ambientações e contextos mudam muito de acordo com a história. Lembre-se que eles são positivos para enriquecer seu vocabulário, pronúncia e compreensão.

 

Como melhorar o inglês efetivamente?

As séries da Netflix para estudar inglês dão aquele gás no seu conhecimento, mas só um curso de inglês online como o Hyper English traz a base necessária. Cansou de especular aquilo que está ouvindo e quer ter a certeza? Quer se sentir cada vez mais confortável com o inglês? Venha conhecer a nossa plataforma e fale com a nossa central de atendimento.

E tem mais! Aproveite que já escolheu sua próxima série, e faça um teste por 10 dias da nossa plataforma de ensino gratuitamente. Nós queremos MUITO que você ame o inglês como a gente ama!

Como escrever bons textos em inglês sem recorrer ao Google Tradutor

Estudante jovem branca com caneta perto da boca pensando em como escrever bons textos em inglês

O Google Tradutor já foi aquela mão na roda pra muita gente que precisou se comunicar em inglês. Porém, com o tempo, é normal que a insegurança cresça alinhada à dependência em usar a ferramenta. É errado? De forma alguma. A tecnologia desenvolvida pelo Google estreita e democratiza, de certa forma, a união de povos no meio digital. Entretanto, é claro que você quer ter confiança no inglês sem recorrer ao tradutor, não é? Neste artigo, o Hyper English vai elucidar a seguinte dúvida: como escrever bons textos em inglês sem usar o Google Tradutor? Atente-se às dicas e boa leitura!

10 dicas para escrever bons textos em inglês

Homem de terno escreve, com muita energia e veia cômica, em uma máquina de escrever. Essa é a alegria desejada para quem vai escrever bons textos em inglês.

Para começar o artigo, vamos direto ao que você tanto busca saber. Reunimos, a seguir, algumas dicas importantes que vão te ajudar no writing. Procure seguir cada uma e, claro, adaptá-las às suas necessidades.

1 – Exercite a memória

Qualquer aprendizado exige um grande esforço da nossa memória. Afinal, a gente quer colocar em prática a nova habilidade e aumentá-la, sempre. Não é diferente com idiomas, principalmente quando seu objetivo é escrever bons textos em inglês. Proponha a si mesmo determinadas atividades que vão exercitar sua memória e fazer valer o vocabulário e regras gramaticais aprendidas.

Por exemplo, existem alguns jogos excelentes para isso. Todos os dias, escolha uma pessoa ou objeto e liste 10 adjetivos que vêm à cabeça. Ou então, descreva sua profissão, família ou viagem em 20 palavras. Dá para ficar melhor: elabore frases que você falaria em uma entrevista com a Oprah. São maneiras de relembrar ou até mesmo pesquisar por novas palavras. Isso tudo ajudará imensamente a escrever em inglês.

2 – Reproduza textos já prontos

Pronto para começar? A dica é tornar a escrita um costume de todos os dias. Quanto mais familiarizado com essa rotina, mais fluido o idioma ficará na sua mente. Quando perceber, fará um tempão que não abre o Google Tradutor. Uma ótima maneira de começar a escrever bons textos em inglês é literalmente reescrever algo que já está ao seu alcance. Busque por notícias, poesias ou artigos escritos em inglês e reescreva-os. Se puder, em uma folha de papel. Dessa forma, dobra-se a atenção com a construção das frases, como as ideias foram apresentadas, tempos verbais e, claro, ocorre a identificação de novas palavras.

3 – Leia textos em diferentes formatos

Leitura é o grande treinamento para quem almeja escrever melhor, seja em português, inglês ou qualquer outro idioma. Por mais que se tenha o material didático apoiando tecnicamente sua escrita, é lendo que se observa, na prática, o que a parte teórica tanto defende. Leia sobre seus assuntos preferidos, mas se permita a outros temas mais distantes da sua realidade. Sempre é uma oportunidade para aumentar o vocabulário, descobrir expressões, modelos de construção de frases e, claro, para ampliar seu conhecimento sobre o que acontece no mundo.

Onde ler? Esta pergunta é criteriosa. Comece com os portais de notícias com mais autoridade. Depois, procure blogs e fóruns onde pessoas expõem seus pensamentos por meio de textos no dia a dia. Mais pra frente, ainda neste artigo, você descobrirá a importância de também ler textos informais.

4 – Escreva pequenas frases

Quanto maior a frase, maior a chance de se perder no pensamento e na gramática. Para escrever bons textos em inglês, valorize as frases curtas. Neste idioma, é muito comum encontrar textos com períodos bem curtos. Lembre-se dos advérbios, preposições e outras palavras de transição para que suas orações expressem sentido, mesmo que curtas.

5 – Amplie a gama de assuntos

Bem como ler sobre tudo é importante, escrever também é. Mesmo que o texto não seja, propriamente, um retrato do que você pensa. É importante treinar seu pensamento e escrita para assuntos diferenciados. Afinal, você já se viu naquela situação em que precisou se virar nos trinta e mandar uma mensagem que salvou sua pele? Ou aquela resposta que garantiu mais um ponto na prova? Em inglês, assim como em qualquer idioma, quanto maior o seu horizonte de possibilidades, mais segurança você terá para se comunicar. Lembre-se: o objetivo é depender cada vez menos do Google Tradutor.

6 – Diferencie o formal do informal

Citamos anteriormente, ainda neste artigo, sobre a importância de olhar para o informal e formal com a mesma importância. Ambas as formas de comunicação estão presentes no dia a dia. Para escrever bons textos em inglês é necessário entender qual o destino do que você está escrevendo: blog, e-mails, trabalho da faculdade, mensagem de celular, poesia ou outro. Independentemente do meio e do propósito, você pode, sim, fazer um bom texto, mesmo que ele contenha diversas gírias e abreviações.

7 – Beba direto da fonte

Todos os textos em inglês são importantes para o estudo, mesmo que o objetivo seja identificar erros na escrita. Porém, encaixe nas suas prioridades buscar o que nativos do idioma estão escrevendo, tanto informal quanto formalmente. Por terem mais contato com a gramática, o resultado tende a ser, na maioria das vezes, mais proveitoso para o seu aprendizado. Mas lembre-se: leia tudo, sobre tudo e, então, pratique.

8 – Organize muito bem as ideias

Agora que já pode escrever um texto totalmente do zero, pense, antes, naquilo que pretende propor. Para chegar ao ponto de escrever bons textos em inglês depende de você seguir a mesma regra quando vamos fazer uma redação. As ideias devem ser bem apresentadas, coerência e coesão são indispensáveis, há de ter uma conclusão e respeito à gramática. Portanto, antes de começar de fato, reúna mentalmente ou em um rascunho quais são os tópicos que irão permear o desenvolvimento do texto. Depois disso, defina a prioridade que cada um terá no material a ser produzido.

9 – Fuja da enrolação

Não encha linguiça! Escrever bons textos em inglês sem recorrer ao Google Tradutor é passar sua ideia de forma direta. Um texto detalhado pode, sim, ser direto ao ponto. Não confunda as duas coisas, viu?! Frases curtas, ideias organizadas, respeito à gramática e boa conclusão do pensamento vão destacar sua escrita.

10 – Priorize um dicionário em vez do tradutor

Tentou, tentou, mas ainda não se sente seguro sem conferir a tradução? Em vez do Google Tradutor, comece a utilizar dicionários físicos ou digitais. Nós do Hyper English te indicamos o Cambridge Dictionary.

Estudar inglês é sempre o melhor caminho

Uma mulher com vestido de gala e cabelo preso em rabo de cavalo anota informações que recebe de uma segunda pessoa fora de plano. E você, já anotou as dicas para escrever bons textos em inglês sem usar Google Tradutor?

Para escrever bons textos em inglês sem recorrer ao Google Tradutor, estude com quem se preocupa verdadeiramente com o seu aprendizado. O Hyper English é curso de inglês online que atende suas necessidades de escrita. Nossos professores, ao longo do curso, irão corrigir suas compositions e darão dicas de como aprimorar seu writing.

Venha conhecer a nossa história. Teste nossa plataforma de ensino por 10 dias grátis a contar do dia do seu primeiro acesso, dê um verdadeiro hyper no seu inglês!

Já se convenceu de que estudar o idioma é uma ótima maneira de escrever bons textos em inglês? Não perca tempo e fale conosco!

 

Principais tipos de intercâmbio: descubra qual é perfeito para você!

Homem branco de jaqueta jeans e blusa branca com caderno na mão e mochila com rosto fotografado de perfil e sorrindo

Saudades de viajar, né? Quem não está? Nos últimos meses, além de toda a preocupação com a saúde geral da população, os apaixonados por avião deram uma trégua obrigatória. Seja para viagens a trabalho, lazer ou estudo. Todo mundo de casa! Porém, com os avanços da medicina contra o mal que assolou o mundo nos últimos anos, a esperança está, aos poucos, retornando. Você que sempre desejou viajar para aprimorar o inglês, por exemplo, pode aproveitar este artigo para conhecer os tipos de intercâmbio. Já é hora de começar a planejar! Vamos juntos?

Veja os tipos de intercâmbio mais indicados

No gif, um homem arruma as malas para viajar, lembrando, sempre, do passaporte. O documento é essencial para realizar qualquer um dos tipos de intercâmbio.

O intercâmbio é uma oportunidade única de se ver imerso em outra cultura, aprendendo muito  além do que o idioma.

Vamos direto ao ponto? Chegou a hora de você tirar suas dúvidas sobre os principais tipos de intercâmbio que são praticados legalmente. Atente-se abaixo:

Estudo e trabalho

Você pode tirar um tempinho do Brasil e viajar rumo ao aperfeiçoamento do seu inglês. Existem vários tipos de intercâmbio que proporcionam experiências únicas e efetivas para sua vida. A primeira delas, por exemplo, permite que o aluno estude e trabalhe no local. O famoso work and travel muda de acordo com cada empresa que acolhe intercambistas. Porém, em geral, você precisará seguir uma rotina de trabalho determinada por horas semanais e, no tempo extra, poderá se dedicar ao estudo. Uma ótima maneira de dar um up no lado profissional e ainda aprender inglês imerso na cultura local.

Ensino médio

Quem nunca viu aqueles filmes colegiais norte-americanos e sonhou participar daqueles grupinhos? Não é um sonho distante, acredite! Entre os tipos de intercâmbio, há aquele modelo especializado em Ensino Médio. Jovens entre 14 e 19 anos podem cursar um semestre ou um ano do ensino médio diretamente de uma escola do exterior. Para isso, o interessado já deve ter um nível intermediário no inglês e realizar a compra do pacote com uma agência séria do mercado.

Ensino superior

Tanto para a primeira graduação quanto para realizar aquela pós-graduação ou a extensão dos sonhos, você pode contar com os tipos de intercâmbio. Procure em universidades e agências intercambistas por especializações, mestrados, doutorados ou MBAs na sua área. É uma oportunidade de elevar seu currículo, abrir horizontes no campo acadêmico e ainda aprimorar o inglês. Uma boa escolha, não?

Au Pair

Au pair é uma modalidade para intercambistas que ainda gera certas dúvidas. Adotando esse modelo, bem famoso entre os tipos de intercâmbio, você pode trabalhar e estudar em outro país. Sua estadia será na casa de uma família e, em troca, você oferece serviços para a casa e cuida das crianças. É preciso ter, na maioria das agências de intercâmbio, entre 18 e 30 anos e ensino médio completo. Mas a gente indica, obviamente, dar aquela lida com atenção no regulamento da agência de intercâmbio.

Imersão no idioma

Fazer uma imersão no idioma, de preferência por um curto período de tempo, é um dos objetivos mais recorrentes de quem busca pelos tipos de intercâmbio. Os cursos de idiomas localizados nas principais capitais de países de língua inglesa oferecem planos efetivos para esses alunos. É possível participar de atividades em grupo, aulas de conversação e gramática e outros aprendizados na cultura local. O melhor de tudo: dá pra encaixar nas semaninhas que você tirou para suas férias.

Trabalho voluntário

Você sabia que fornecer trabalho voluntário também é um dos tipos de intercâmbio pesquisados e oferecidos? Trata-se do envolvimento com um projeto social local com vagas abertas para intercambistas. Além de poder ajudar em ações necessárias para a sociedade, você dá aquele upgrade no inglês com as conversações diárias. Uma ótima maneira de ligar o estudo à gentileza, principalmente depois da pandemia, não acha? Quando tudo o que a população precisa é de cuidado um com o outro. Vale a pena!

Como escolher certo entre os tipos de intercâmbio?

É mais simples do que você pensa conseguir escolher entre os tipos de intercâmbio. Enquanto as fronteiras do mundo estão se abrindo, aproveite o tempo para avaliar com calma seus objetivos. Nós, do Hyper English, preparamos um check-list para você conseguir escolher seu próximo intercâmbio, já tomando como princípio que o idioma será o inglês:

  1. O que você mais gostaria de fazer lá fora? Estudar, trabalhar, ficar em casa de família, apenas aperfeiçoar o idioma, dentre outras possibilidades.
  2. Agora, vamos achar uma agência de intercâmbio que tenha cobertura para suas necessidades. Coloque no seu radar itens importantes como resolver o VISTO, caso este se aplique ao país escolhido.
  3. Qual é o seu orçamento para o intercâmbio? Já tem o valor ou precisará juntar por alguns meses?
  4. Durante a etapa anterior, alinhe com a agência quais são as formas de pagamento cabíveis.
  5. Dê um gás para o seu inglês ainda no Brasil. Ninguém quer chegar em uma terra desconhecida e ficar totalmente desorientado.
  6. Faça um bom planejamento. Confira o custo de vida do local, lugares para se hospedar pessoas que já passaram pela sua agência e atividades que acontecem na cidade.
  7. Prepare o emocional da família! Independentemente do tipo escolhido, explique bem o que vai acontecer e quando você retorna, bem como as formas de contato com a agência.
  8. Se jogue! Não tem idade limite para fazer intercâmbio.

Não deixe para estudar inglês só no exterior

Família Real Britânica. No gif, a Rainha Elizabeth II do Reino Unido, Charles, Príncipe de Gales, William, Duque de Cambridge, Catherine, Duquesa de Cambridge e, no colo de William, o Príncipe George de Cambridge, seu filho. A Rainha acena, da sacada, para a população.

Como dissemos acima, é de extrema importância já garantir certa habilidade de entendimento, escrita e conversação no inglês antes da viagem. Os tipos de intercâmbio existem para elevar o seu nível de comunicação a partir da cultura local. Entretanto, ter contato com o idioma antes é essencial.

Obviamente, nós do Hyper English queremos te ajudar muito além de decidir qual dos tipos de intercâmbio mais combinam com você. Vamos dar o suporte necessário que você precisa agora no inglês.

Qual é a melhor forma de aprimorar o inglês do Brasil?

Nós oferecemos em nossa plataforma um curso de inglês online ideal para quem pesquisa pelos tipos de intercâmbio. Além disso, no nosso material também consta o curso de inglês para empresas. São diversas possibilidades de aprendizados aplicados em um sistema moderno e preparado às necessidades dos alunos. Você aprimora o inglês ainda no Brasil, dentro da sua casa, e se prepara para quando a hora do intercâmbio chegar. Não perca tempo e fale já conosco!

Quer uma dose extra de incentivo? Venha testar nossa plataforma por 10 dias grátis e não perca a oportunidade de aprimorar seu inglês!

Questões de inglês no ENEM 2021: saiba o que estudar e tire a nota máxima!

Menina branca com touca laranja segurando livros nas mãos representando uma estudante que vai fazer as questões de inglês no Enem

Você vai prestar o ENEM 2021? Sabemos que o Exame Nacional do Ensino Médio é um divisor de águas na vida de quem busca uma colocação no campo acadêmico ou até dar início a uma nova caminhada, mesmo já tendo outros diplomas ou experiências no Ensino Superior. Tanto para quem se prepara para o primeiro ENEM quanto aos mais acostumados, a alternativa mais saudável é planejar um bom e efetivo estudo. Neste artigo, o Hyper vai te ajudar a se preparar para as questões de inglês no ENEM 2021.

Como se preparar para as questões de inglês no ENEM?

Mulher branca com trajes sociais, ficando em destaque sua blusa branca, folheia um livro. Ao fundo, uma estante com outras publicações.

Se chegou até este artigo, provavelmente sua inscrição para o ENEM 2021 já está mais do que certa. O Exame, neste ano, acontecerá nos dias 21 e 28 de novembro, com conhecimentos ligados a diversas áreas. É importante anotar que as questões de inglês no Enem aparecem logo no primeiro sábado, 21 de novembro. Se este foi o seu idioma escolhido, vamos te ajudar a desmistificar o estudo trazendo dicas importantes e assuntos recorrentes. Falta pouco tempo, mas com organização e dedicação, você atingirá bons resultados!

Dê uma olhada nas provas anteriores

Olhar as questões de inglês no ENEM que já foram cobradas nos anos anteriores pode dar um norte excelente. Principalmente com os últimos exames aplicados, correspondentes aos anos de 2018, 2019 e 2020. Não sabe achar esse histórico? Basta entrar no acervo de provas e gabaritos disponibilizado no próprio site do Governo. Essa análise vai ajudar na hora de treinar a leitura, entender como os enunciados são elaborados e, claro, a dar mais segurança no dia do ENEM 2021.

Atenção extra na leitura

Uma boa leitura vai te ajudar grandiosamente na realização das questões de inglês no Enem. Além das provas anteriores, procure e leia textos em inglês de diferentes gêneros. Por exemplo: crônicas, notícias, tirinhas, poesias e até textos de blogs pessoais podem ampliar seu conhecimento. Você deve estar se perguntando o porquê. A resposta é bem simples: o ENEM espera muito da sua boa interpretação textual. Tranquilize-se, pois voltaremos a falar dessa etapa mais à frente neste artigo.

O tempo para concluir a prova

Para muitas pessoas, principalmente àquelas que nunca realizaram o ENEM anteriormente, o fator tempo pode ser crucial. Não deixe as questões de inglês no Enem por último. Por mais que estejam em menor quantidade, prefira fazer uma boa administração do tempo desde o início a adiar a conclusão daquilo que tem segurança.

Contextualização pode te salvar

Saber de cor todas as regras gramaticais e vocabulário pode se tornar uma pressão e um desestimulante preocupante para sua prova. Afinal, conhecer uma língua demanda muito esforço. Faltando pouco tempo para você resolver as questões de inglês no ENEM 2021, foque em saber contextualizar. Não se preocupe com a tradução para o português de todas as palavras, e sim o que cada uma representa dentro do contexto em que foi lida.

Não deixe escapar essas dicas importantes!

Mulher branca com uma blusa de mangas longas e calça preta. Aos pés, sapatilhas pretas. Ela está sentada com a abertura completa das pernas, enquanto movimenta a cintura, o colo e a cabeça. As duas mãos seguram um livro, o que, no artigo, faz alusão ao estudo para as questões de inglês no ENEM.

Duas técnicas de leitura para questões de inglês no Enem

Se recorda quando falamos aqui sobre a imprescindibilidade de uma boa leitura das questões de inglês no Enem? Existem dois métodos eficientes e testados por outros alunos, em exames anteriores, que vão ajudar. O primeiro deles, o método skimming, condiz com a leitura rápida para entender do que aquele texto fala de forma generalizada. O segundo, e também consequente ao primeiro, o scanning. Essa leitura foca em achar informações necessárias para as perguntas. Primeiro você entende, depois as respostas são localizadas. Seja amigo do tempo!

Esteja antenado aos acontecimentos no mundo

Além da interpretação textual, o ENEM se alinha, necessariamente, às questões globais em que estamos inseridos. Não só para a redação, viu? Ir atrás de informações pode ajudar nas questões de inglês no Enem. Acesse portais estrangeiros, saiba o que está acontecendo e, se possível, busque comentários relacionados. Esse costume estendido para o pós-ENEM também vai ampliar seus conhecimentos, tanto na língua quanto nos contextos sociais.

Se você ainda não entendeu a importância desta leitura para o ENEM 2021 em si, nós te explicamos: alguns textos podem ser retirados dessas ocasiões. Caso não sejam, você já fica preparado o suficiente para interpretar dados e acontecimentos.

Assista aos relatos de quem já fez o exame

Use e abuse das redes sociais para achar relatos, em textos ou vídeos, de quem já prestou o ENEM em outros anos. Aquela famosa máxima do “só quem já viveu, sabe”, funciona aqui. Pegue uma caneta e papel, ou abra o bloco de notas do seu celular, e anote as dicas mais importantes que ouvir. Obviamente, lembrar-se de tudo no dia do EXAME, perante tanta informação, pode parecer utopia. Porém, é de grande expectativa que tais dicas fiquem guardadas com você mesmo que não perceba.

Um dia antes, relaxe a cabeça!

Na véspera do ENEM 2021, use o tempo para descansar e relaxar sua mente. Uma noite mal dormida pode – e vai – atrapalhar a realização do exame. Realize atividades que te façam bem, se hidrate e faça o planejamento para não chegar atrasado no dia seguinte. Ah, ouvir aquela musiquinha em inglês, mesmo sem o propósito de estudar para as questões de inglês no ENEM, cria um atmosfera empolgante, não acha?

Os 5 temas mais recorrentes nas questões de inglês no ENEM

1 – Vocabulário

Tenha, desde já, o costume de ler textos em inglês. Além de facilitar a interpretação, tal atividade contribui para a extensão do vocabulário. Como dito aqui, querer conhecer todas as palavras em inglês pode prejudicar. Tenha em mente saber interpretar e contextualizar, antes mesmo de simplesmente traduzir.

2 – Interpretação textual

Dentro da interpretação textual das questões de inglês no ENEM, lembre-se de aplicar os métodos já aprendidos. A resposta pode ser extraída do texto ou a partir da dedução de quem o interpreta. Mantenha a atenção!

3 – Pronomes

Os pronomes pessoais são bem recorrentes no ENEM. Atente-se para as questões de inglês que conhecemos como subject pronouns (de sujeito) e object pronouns (de objeto).

4 – Conectores

As linking words conectam as frases para dar, então, o sentido esperado. Elas contrastam, exemplificam ou até resumem uma ideia. Nas questões de inglês no ENEM, encontre os conectores como preposições, advérbios, conjunções ou outras expressões que imprimem o mesmo objetivo.

5 – Tempos verbais

Saiba diferenciar os tempos verbais. Alguns exemplos são: simple present, simple past, simple future e suas derivações.

Quiz: teste seus conhecimentos em inglês para as questões de inglês no ENEM

Mulher negra, com cabelo Chanel, pisca um dos olhos para quem a entrevista, dando a entender uma comunhão de pensamentos. A mulher é conhecida na indústria da música, moda e empreendedorismo como Rihanna.

Questão 5 (ENEM, 2018)

1984 (excerpt)
‘Is it your opinion, Winston, that the past has real
existence?’ […] O’Brien smiled faintly. ‘I will put it more
precisely. Does the past exist concretely, in space? Is
there somewhere or other a place, a world of solid objects,
where the past is still happening?’

‘No.’
‘Then where does the past exist, if at all?’
‘In records. It is written down.’
‘In records. And — —?’
‘In the mind. In human memories.’
‘In memory. Very well, then. We, the Party, control all
records, and we control all memories. Then we control the
past, do we not?’

O romance 1984 descreve os perigos de um Estado
totalitário. A ideia evidenciada nessa passagem é que o
controle do Estado se dá por meio do(a):

(A) boicote a ideais libertários.
(B) veto ao culto das tradições.
(C) poder sobre memórias e registros.
(D) censura a produções orais e escritas.
(E) manipulação de pensamentos individuais.

(Resposta: alternativa C)

Questão 3 (ENEM, 2019)

In this life
Sitting on a park bench
Thinking about a friend of mine
He was only twenty-three
Gone before he had his time.
It came without a warning
Didnꞌt want his friends to see him cry
He knew the day was dawning
And I didnꞌt have a chance to say goodbye.
(MADONNA. Erotica. Estados Unidos: Maverick, 1992.)

A canção, muitas vezes, é uma forma de manifestar
sentimentos e emoções da vida cotidiana. Por exemplo,
o sofrimento retratado nessa canção foi causado

(A) pela morte precoce de um amigo jovem.
(B) pelo término de um relacionamento amoroso.
(C) pela mudança de um amigo para outro país.
(D) pelo fim de uma amizade de mais de vinte anos.
(E) pela traição por parte de pessoa próxima.

(Resposta: alternativa A)

Questão 3 (ENEM, 2020)

A Mother in a Refugee Camp
No Madonna and Child could touch
Her tenderness for a son
She soon would have to forget…
The air was heavy with odors of diarrhea,
Of unwashed children with washed-out ribs
And dried-up bottoms waddling in labored steps
Behind blown-empty bellies. Other mothers there
Had long ceased to care, but not this one:
She held a ghost-smile between her teeth,
and in her eyes the memory
Of a mother’s pride… She had bathed him
And rubbed him down with bare palms.
She took from their bundle of possessions
A broken comb and combed
The rust-colored hair left on his skull
And then — humming in her eyes — began carefully
[to part it.
In their former life this was perhaps
A little daily act of no consequence
Before his breakfast and school; now she did it
Like putting flowers on a tiny grave.

(ACHEBE, C. Collected Poems. New York: Anchor Books, 2004.)

O escritor nigeriano Chinua Achebe traz uma reflexão
sobre a situação dos refugiados em um cenário pós-guerra
civil em seu país. Essa reflexão é construída no poema
por meio da representação de uma mãe, explorando a(s):

(A) demonstração de orgulho por não precisar pedir doações.
(B) descrições artísticas detalhadas de uma obra conhecida.
(C) aceitação de um diagnóstico de doença terminal do filho.
(D) consternação ao visitar o túmulo do filho recém-falecido.
(E) impressões sensoriais experimentadas no ambiente.

(Resposta: alternativa E)

 

Agora que chegou até aqui e testou seus conhecimentos, que tal investir no inglês? Indo além das questões de inglês no ENEM 2021, o conhecimento do idioma te ajudam também na carreira profissional. Nós, do Hyper English, te oferecemos uma plataforma recheada de conteúdos e adaptada às necessidades do seu aprendizado.

Quer conhecer um pouquinho melhor sem compromisso de fidelidade? Veja o curso de inglês online e aproveite nossa plataforma por 10 dias grátis. Além do ENEM, em Novembro também acontece a Black Friday e claro que não ficaríamos de fora.

Nesta Black Friday, você ainda pode aproveitar para pagar apenas R$99/mês durante 1 ano no nosso curso. No mais, desejamos uma excelente prova e que o resultado do ENEM 2021 lhe traga ótimos frutos!

Não existe carteira de trabalho nos EUA. Entenda como funcionam as contratações!

Estudante pesquisando sobre carteira de trabalho nos EUA

A carteira de trabalho nos EUA não existe como conhecemos aqui no Brasil. Com isso, não só as contratações são diferentes, mas também o modelo de pagamento e as leis que envolvem os direitos trabalhistas. Quer saber mais? Continue lendo este artigo! Entenda como funcionam as contratações. 

 

Não existe carteira de trabalho nos EUA, e agora?

Homem trabalhando sem carteira de trabalho nos EUA

 

Quando falamos que não existe carteira de trabalho nos EUA parece que a regulamentação é mais branda, concorda? A história não é bem essa. Nos EUA é comum que as relações de trabalho sejam reguladas por contratos. Ou seja, o empregador e empregado estabelecem um acordo. 

De modo mais amplo, a Lei de Padrões Justos de Trabalho (FLSA), sigla em inglês, concede direito aos estados para criarem suas leis específicas. Assim, quem trabalha na Flórida, por exemplo, pode obedecer a leis diferentes de quem trabalha em outro local, como Nova York. 

 

Jornada de trabalho

A jornada de trabalho nos EUA é de 40 horas semanais, o que equivale a 8 horas por dia. Semelhante ao que ocorre no Brasil, os trabalhadores também têm direito ao cumprimento de horas extras. Estas, por sua vez, serão evidenciadas no somatório total da semana de trabalho.

 

Pagamento por horas

Homem jogando dólares para o ar

A falta da carteira de trabalho permite algo que não temos aqui no Brasil: a abertura das horas de trabalho. Enquanto aqui no Brasil temos o hábito de trabalhar e receber um salário “fixo mensal”, nos EUA isso é bem diferente. Cada trabalhador tem o direito de ajustar horas no local onde trabalha. 

Assim, o maior benefício é conquistar mais ganhos, considerando que não é todo salário que vem de uma única empresa, e acumular mais experiências, tendo em vista que é possível trabalhar em mais de um local por vez. 

 

Férias remuneradas

Aqui no Brasil, pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), todo trabalhador tem direito às férias remuneradas com o período de afastamento igual a 30 dias. Por outro lado, na Flórida, por exemplo, não é assim. No Estado não existem leis que estabeleçam o período de férias como regra. Dessa maneira, novamente, o que for estabelecido em contrato passa a valer. 

 

Doenças

Outra oposição que também diz respeito à falta da carteira de trabalho nos EUA é o papel do empregador quando o empregado fica doente. No Brasil, as empresas continuam fazendo o pagamento dos dias durante a primeira quinzena de afastamento do empregado e a partir da segunda quinzena a responsabilidade recai sobre o INSS. Nos EUA isso não ocorre. Os empregadores não têm obrigação legal de remunerar os trabalhadores em caso de doença.

 

13º salário

Por incrível que pareça, nos EUA não existe 13º salário pela lei. O que normalmente ocorre no final do ano é o pagamento de um bônus, como se fosse uma espécie de gratificação, pelo desempenho do trabalho desempenhado pelo colaborador ao longo do ano. Mas isso não é válido como regra para todas as empresas. Dessa maneira, sem qualquer obrigação legal, o valor pode variar bastante. 

 

Demissão

A legislação trabalhista brasileira prevê uma série de direitos do trabalhador e deveres da empresa quando o assunto é demissão. Esse, no entanto, é outro fator diferente do que ocorre nos contratos de trabalho nos EUA. 

Você se recorda de alguma cena de filme em que o funcionário chega na empresa e é chamado na sala do chefe para ser demitido? Isso, sim, é bastante comum! Nos EUA não existe aviso prévio, fundo de garantia e tantas outras indenizações que são conhecidas aqui no Brasil. A única exceção encontra-se nos casos onde o trabalhador comprova que houve algum agravante por parte do empregador, como discriminação. 

 

Este conteúdo foi útil para você? Acesse a categoria de dicas aqui no blog do Hyper e veja outros artigos que podem ser do seu interesse! 

Tem vontade de trabalhar nos EUA? Navegue pela nossa plataforma e veja como podemos te ajudar a chegar mais longe! 

Descubra como treinar a conversação em casa e deixe seu speaking afiado!

Homem treinando conversação em casa sozinho

Quantas vezes você já se pegou falando que entende o que está escrito em inglês, mas não sabe falar ou ler? Se muitas, este artigo é para você. O speaking é uma habilidade ativa que depende de outras que são passivas, como a memorização de palavras. Neste conteúdo, separamos algumas dicas para que você consiga romper a insegurança e, assim, tenha melhor aproveitamento no seu aprendizado. Continue a leitura para entender como treinar a conversação em casa sozinho! 

Conversação em casa: como é possível treinar sozinho?

1- Comece perdendo a vergonha

Uma dica essencial sobre como treinar a conversação em casa é começar perdendo a vergonha. Tente lembrar a pronúncia das palavras, principalmente dos objetos que manuseia. Na hora do almoço, por exemplo, lembre-se que garfo é fork e faca é knife. Mantenha o hábito de falar as palavras em voz alta sempre que recordar como elas são pronunciadas em inglês. No princípio, não se cobre tanto, com o tempo você vai se aperfeiçoar! 

 

2- Consuma mais conteúdos em inglês

Gato estudando na internet

A pirâmide de aprendizagem é uma teoria defendida por William Glasser, psiquiatra norte-americano que se dedicou aos estudos sobre saúde mental. Esta, por sua vez, apresenta que nosso cérebro aprende informações da seguinte maneira: 

  • apenas lendo: 10%;
  • apenas ouvindo: 20%; 
  • assistindo vídeos ou observando algo: 30%
  • lendo e ouvindo: 50%;
  • conversando e debatendo sobre o assunto: 70%; 
  • escrevendo e praticando os aprendizados: 80%; 
  • ensinando alguém: 95%. 

Em vista disso, a maior vantagem de consumir mais conteúdos em inglês é favorecer, de fato, o aprendizado. Aliás, se for praticar a leitura, tente fazer isso em voz alta, ok? 

 

3- Pratique em frente ao espelho 

Agora, se você imagina que sua dificuldade seja com a reprodução dos sons, o espelho pode ser um grande aliado. Observe como seus lábios se mexem para a pronúncia e entonação de uma determinada palavra. Tente reproduzir todas as palavras que aprender em frente ao espelho, pois assim você irá encontrar o tom e a técnica necessária para chegar o mais próximo possível da pronúncia correta do termo em inglês. 

 

4- Treine as abreviações

As abreviações formam outro ponto muito comentado quando o assunto é como treinar a conversação em casa. Por vezes, na leitura de um texto você pode encontrar uma série de abreviações, como don’t, cause, you’re, entre outras. Nesse momento, o indicado é grifar estes termos e tentar pronunciá-los o mais rápido que conseguir. 

Em filmes e séries dificilmente você irá encontrar personagens que falam esses termos pausadamente. Por essa razão, treinar as abreviações é o desafio perfeito para se acostumar com a pronúncia rápida de determinadas palavras. 

 

5- Mande áudios em inglês para você mesmo 

Homem falando no gravador ''Hello, computer?"

Uma forma bem legal de entender seu progresso com o inglês é olhar para as dificuldades que você já teve no início do aprendizado. Por conta disso, uma boa prática é mandar áudios para você mesmo em inglês. Isso pode ser para lembrar uma tarefa que você precisa cumprir até um determinado dia, ou até mesmo, formar uma espécie de “diário” falado. Importante é não ter medo de errar. 

Busque começar por palavras mais simples, aquelas que você já sabe o significado. Depois de um tempo, passe para um conteúdo mais intermediário e assim sucessivamente de acordo com seu aprendizado da língua. 

 

6- Narre suas atividades em inglês 

Que tal narrar suas atividades cotidianas em inglês para você mesmo? Assim como enviar áudios para si mesmo é uma tarefa desafiadora, você pode falar tudo o que está fazendo no momento presente. Então, ao ler este texto você pode dizer: I’m reading an article from Hyper English. Essas pequenas atitudes podem aprimorar (e muito!) a sua conversação. Tenha o inglês como um meio e não como um fim.  

 

7- Frequente aulas de conversação de acordo com seu nível

Por fim, mas não menos importante, também é possível treinar a conversação em casa em aulas online! É fundamental que estas estejam de acordo com seu nível, assim você poderá auxiliar outros alunos e eles também poderão te dar aquela força quando precisar. Além disso, o professor também está presente nas aulas de conversação e ele irá te ajudar a lapidar alguns erros de pronúncia que são bem comuns de quando treinamos sozinhos.

Dessa maneira, mantendo o hábito de falar inglês sozinho e treinando junto com colegas, seu speaking terá tudo o que precisa para ficar perfeito.

 

Gostou deste conteúdo? Continue lendo mais artigos com dicas no nosso blog. Aproveite a oportunidade para entender como organizar uma rotina de estudos que funcione . Na nossa plataforma, oferecemos aulas de conversação de acordo com seu nível! Elas podem ser marcadas de acordo com a sua disponibilidade. Entre em contato com a gente para saber mais!